O oráculo da Lua

A 15 ou 16 de janeiro cortar o cabelo, melhor se for entre 22 e 24. Mais ou menos por esta altura, cortar as unhas e fazer depilação mas evitar de todo arrancar um dente no dia 21.

A Lua está cheia a 21 de janeiro, às 05h17, e é ela que manda nas nossas vidas – ou nas daqueles que se regem pelo calendário lunar. Há quarenta anos que Michel Gros edita um livrinho de cento e poucas páginas, com todas as informações para quem quer tirar partido da Lua (e dos outros planetas).

Este francês, oriundo do mundo rural, que se dedica à agricultura biológica, foi juntando os saberes ancestrais às observações que ele próprio foi fazendo e criou o Calendário Lunar. E a Lua em tudo manda – e não é «só» nas marés ou nos partos.

Semear, fertilizar, colher, tudo tem um momento preciso, assim como a variedade de vegetais que entra na terra.

Na alimentação, por exemplo: na Lua crescente os nutrientes são melhor assimilados, e a digestão precisa de menos energia. Ou na energia dos corpos – a lua cheia é favorável à meditação, a concretizar projetos, mas também a insónias; em fase crescente, é preciso ter atenção se há tendência para engordar.

Semear, fertilizar, colher, tudo tem um momento preciso, assim como a variedade de vegetais que entra na terra. É uma espécie de bailado invisível, em que tudo tem um propósito: há melhor altura para plantar, cortar ou cuidar de sebes, relva, tratar das colmeias, cortar árvores, fazer cidra, cerveja, ou vinho.

Como se a Lua comandasse, com delicados fiozinhos, toda a matéria viva da Terra. Entre as várias observações deste guia lunar para gente da Terra, Gros diz acreditar que o primeiro corte de cabelo do bebé vai ter «uma incidência particular na vitalidade futura do cabelo». O guia aponta os melhores dias, mês a mês, em alguns casos apontando especificamente se de manhã, se de tarde. Este janeiro, escolha o dia 22 – a qualquer hora.