Um novo Classe B maior e mais dinâmico

O novo Mercedes-Benz Classe B destaca a vertente desportiva com a versão Sports Tourer, apresentando uma aparência mais dinâmica do que o antecessor e é mais ágil em estrada. As vendas arrancam a 3 de dezembro, com entregas previstas para fevereiro de 2019.

Com um interior mais espaçoso, o principal objetivo dos designers foi fazer com que o novo Classe B se destacasse visualmente. A longa distância entre eixos (2.729 mm), as curtas distâncias entre os para-choques e os centros dos eixos, à linha de teto ligeiramente rebaixada e às rodas de maiores dimensões, entre 16 e 19 polegadas são os pontos fortes. A frente relativamente baixa, com transição progressiva e fluida do capot para os pilares A e para-brisas, juntamente com a postura forte da carroçaria, sublinham a aparência geral desportiva.

O mesmo acontece com os faróis de perfil baixo com faróis H7 e luzes diurnas de LEDs. Na versão com faróis de LEDs ou superior, o Classe B vem com a própria «assinatura» de luzes diurnas de condução, na forma de projetores duplos. Os faróis opcionais MULTIBEAM LED oferecem um aspeto desportivo e permitem a regulação eletrónica extremamente rápida dos faróis, adaptando-os a cada situação de trânsito. Esta característica da classe de luxo, que fez a sua estreia no segmento compacto no novo Classe A, oferece uma segurança adicional agora também no novo Classe B.

Atrás, a largura do veículo é acentuada pelos farolins bipartidos, pelos refletores integrados no para-choques e por uma secção inferior preta no para-choques e uma faixa de acabamento cromada. O spoiler de tejadilho, juntamente com os spoilers pretos de alto brilho nas laterais dos vidros traseiros, contribuem para uma aerodinâmica melhorada, ao mesmo tempo que conferem uma aparência desportiva.

Atrás, a largura do veículo é acentuada pelos farolins bipartidos, pelos refletores integrados no para-choques.

Os engenheiros de aerodinâmica reduziram o ruído do vento graças a um trabalho de pormenor. Os benefícios: um elevado nível de alerta por parte do condutor, bem como a capacidade de desenvolver conversações descontraídas, sem o incómodo do barulho de rolamento. Quanto ao espaço, o condutor senta-se 90 milímetros mais alto do que num Classe A, desfrutando assim de uma visão geral especialmente boa.

Os bancos oferecem uma posição sentada mais plana, bem como uma gama de ajuste maior, o que também aumenta o espaço máximo para a cabeça. Há também mais espaço na largura: com 1.456 milímetros (mais 33 mm), a largura dianteira para os cotovelos agora tem as dimensões de um veículo de gama média.

Com bancos climatizados e bancos multicontorno com função de massagem, o novo Classe B está disponível com extras opcionais que antes estavam reservados apenas a veículos de segmentos mais altos.

O novo Classe B é o segundo veículo, após o Classe A, a apresentar o sistema multimédia MBUX (Mercedes-Benz User eXperience). O sistema tem capacidade de aprendizagem graças à Inteligência Artificial, o que o torna um sistema único. O sistema MBUX pode ser personalizado e adapta-se ao utilizador.

Pela primeira vez, o Classe B tem capacidade semiautónoma de condução, em determinadas situações. Para isso, o veículo usa sistemas aprimorados de câmara e radar para antecipar o tráfego até 500 metros à sua frente, bem como dados cartográficos e de navegação para as funções de assistência.

O novo Classe B é o segundo veículo, após o Classe A, a apresentar o sistema multimédia MBUX.

Em comparação com o seu antecessor, o novo Classe B está equipado em todas versões por motores novos e eficientes, todos em conformidade com os limites impostos pela norma Euro 6d-TEMP. As versões de 150 e 190 cv (110 e 140 kW) de montagem transversal do motor diesel OM 654 de dois litros, cárter de alumínio e processo de combustão com pistões de cabeça escalonada fazem aqui a sua estreia.

Graças ao exaustivo sistema de pós-tratamento dos gases de escape com um catalisador SCR adicional colocado sob o piso, o Classe B equipado com motor OM 654 é o primeiro modelo compacto da Mercedes-Benz a ter homologação conforme a norma Euro 6d, que será obrigatória para novos modelos apenas a 1 de Janeiro de 2020. Este motor diesel de alta cilindrada é uma adição ao motor diesel de quatro cilindros (OM 608), já conhecido do Classe A com cilindrada de 1.5 litros, até 115 cv (85 kW) de potência e até 260 N·m de binário.

Este modelo também está disponível com dois motores a gasolina de quatro cilindros da série M282 com cilindrada de 1,33 litros e potências de 135 e de 160 cv (100 e 120 kW). As inovações incluem sistema de gestão dos cilindros (em combinação com caixa 7G-DCT), da cabeça de motor de formato delta e filtro de partículas de gasolina.