Será que os smartphones vão substituir as chaves do carro?

E se, para pôr o seu carro a trabalhar, bastasse apenas um telemóvel? Mais de 70 empresas já disseram «sim» ao Car Connectivity Consortium (CCC), uma tecnologia que vai permitir colocar o automóvel em andamento e que será compatível com todas as marcas de carros e dispositivos móveis.

Em breve será possível abolir a chaves do carro, que tanto espaço às vezes ocupam, ou que às vezes são tão difíceis de encontrar na mala. Várias empresas de tecnologia, como a Apple, LG , Samsung ou Panasonic e fabricantes de automóveis como a Audi, GM Motors, BMW , Hyundai ou Volkswagen aderiram ao Digital Key 1.0, um projeto lançado pelo Car Connectivity Consortium.

De acordo com os criadores, a chave digital usa um sistema de segurança, o «Trusted Security Manager», ou seja, as informações enviadas para a app usarão uma conexão segura de curto alcance, que ajudará a reduzir o risco de roubo de carro. A tecnologia permite ainda que o proprietário limite a velocidade máxima e a aceleração enquanto outra pessoa está a conduzir o seu carro.

O que será também mais fácil é o acesso a outros carros. Já não será necessário receber as chaves físicas para usar outro veículo.

Algumas marcas já estão a testar a tecnologia como a Tesla e a BMW, embora esta ainda esteja em fase de desenvolvimento. O consórcio está agora a trabalhar na versão Digital Key 2.0, que tem uma data de lançamento prevista para o início de 2019. A nova versão tornará a tecnologia mais acessível de implementar.