Rolls-Royce apresenta táxi voador

Sim, o trânsito nas cidades está cada vez mais complicado. E mesmo em tempo de férias, chegar a qualquer lado está a tornar-se uma tarefa cada vez mais difícil. As estradas estão «entupidas». Mas há uma solução à vista.

Quem o defende é a Rolls-Royce. A empresa britânica projetou um sistema de propulsão para um táxi voador – sim, isso mesmo – e está neste momento à procura de parceiros para começar a desenvolver um projeto que pode ser uma realidade no início da próxima década. O objetivo: desimpedir o trânsito nas cidades e reduzir a transmissão de gases poluentes, como avança a marca no twitter.

A empresa, que também fabrica motores para aviões, helicópteros e navios, divulgou alguns pormenores do projeto: trata-se de um veículo elétrico de descolagem e aterragem vertical (Electric Vertical Takeoff and Landing EVTOL), que pode transportar até cinco pessoas a uma velocidade de 400 km por hora e com uma autonomia de 800 quilómetros.

O projeto da marca não será contudo, totalmente elétrico, já que usa turbinas a combustível para alimentar os propulsores: «O conceito inicial usa tecnologia de turbina a gás para gerar eletricidade para alimentar os seis propulsores elétricos especialmente projetados para ter um perfil de baixo ruído», explicou a empresa que apresenta o projeto esta semana durante o Farnborough Airshow, no Reino Unido.

Mas este não é um projeto único. Há outras empresas a trabalhar em ideias semelhantes – como a Airbus, Uber, ou a Kitty Hawk – que podem revolucionar a forma como nos movimentamos. Assim sendo, o que não vai faltar daqui a uns anos, é concorrência no mercado dos…táxis voadores.