Porsche de James Dean está no Caramulo

Não há memória de um Porsche 550 Spyder de 1957 ter estado em Portugal… até agora. O Museu do Caramulo inaugurou no sábado, 23 de junho, a exposição «Porsche: 70 anos de evolução» e é no âmbito dessa exposição de se pode ver este modelo da marca alemã que vitimou James Dean.

O modelo Porsche 550 Spyder ficou para a história por más razões. Foi ao volante de um deles que o ator americano James Dean morreu, na sequência de uma colisão frontal. O carro passou a ser conhecido como little bastard, a estar associado a mortes trágicas e acabou por se tornar uma raridade na estrada.

Além do Porsche 550 Spyder de 1957, esta exposição, que celebra o seu 70º aniversário da construtora alemã, oferece aos visitantes um alinhamento de modelos Porsche como nunca se viu no país. Exemplares raros e de elevado valor histórico e desportivo como o Porsche 356 Carrera 2, o Porsche Carrera 6 (906), o Porsche 911 2.7 RS, o Porsche 930 Slant Nose, o Porsche 918 Spyder.

A exposição do Museu do Caramulo tem espaço para outros automóveis que, ao longo das sete décadas da marca, contribuíram para a história e reputação, com modelos de motor dianteiro e central até aos tratores agrícolas.