Mercedes cria escultura para homenagear a velocidade dos anos 1930

Em 1938, na auto estrada alemã (autobahn) entre Frankfurt am Main e Darmstadt foi batido um recorde mundial de velocidade: 432,km por hora. Rudolf Caracciola conduziu o veículo que na altura atingiu essa velocidade.

Pelo feito, os designers da Mercedes-Benz decidiram prestar homenagem ao veículo aerodinâmico e, numa competição interna, projetaram uma escultura, denominada «Aesthetics Progressive Luxury» que retoma o estilo do veículo de 1930 com uma nova interpretação. De acordo com a Mercedes-Benz, o corpo da escultura, que se chama é «alongado e excêntrico e as cavas das rodas frontais dão uma impressão muscular à escultura.

Enquanto a superfície na extremidade dianteira modela sensualmente o corpo do veículo, este começa depois a separar-se lentamente em direção à traseira, como se os segmentos de superfície resultantes fossem capturados por uma corrente de ar imaginária.»

Esta escultura é a mais recente da série de escultura Mercedes-Benz que começaram a ser criadas em 2010.