Mercado dos automóveis de luxo aumentou 42,3%

O mercado dos automóveis de luxo apresentou um crescimento de 42,3% no mês de julho, face ao mesmo mês do ano passado. Os dados são de um estudo sobre as vendas no setor automóvel, divulgado pela Associação Comércio Automóvel de Portugal (ACAP).

Texto Patrícia Tadeia

Analisando apenas as marcas de luxo – Jaguar, Porsche, Maserati, Ferrari, Bentley, Alpine, Lamborghini e Aston Martin – foram vendidos 111 automóveis no mês passado, quando em 2017 tinham sido vendidos 78.

Quanto a marcas com mais vendas: o primeiro lugar cabe à Jaguar (56 unidades), seguida de perto pela Porsche (43 unidades). Bem mais abaixo, com apenas quatro unidades, a Ferrari. No final da lista ficam a Maserati (três), Bentley e Alpine (dois cada) e a Lamborghini (com apenas uma unidade).

Quanto a crescimento nas vendas: dos 18 carros Porsche comercializados em julho de 2017, a marca passou para 43 este ano, o que revela um crescimento de 138,9%. O maior crescimento, ainda assim, coube à Maserati. A marca registou um aumento de 200%, passando de uma viatura vendida para três, triplicando as contas.

Olhando para os primeiros sete meses do ano, a marca que mais cresceu foi a Lamborghini, com cinco automóveis comercializados entre janeiro e julho. Em 2017, tinha apenas uma unidade vendida.

Em termos gerais, e olhando apenas para o mercado de luxo, o estudo da ACAP (que analisa o setor em geral) conclui que entre janeiro e julho deste ano foram vendidas 797 unidades, face aos 661 do ano passado, um crescimento de 20,5%.

Entre as marcas que registaram uma descida nas vendas, destaque para a Aston Martin, com menos 66,7% de automóveis vendidos. Entre janeiro e julho de 2017, saíram da marca nove carros. Em 2018, apenas três. Também a Maserati vendeu menos 16,2%. A marca comercializou 152 unidades este ano, face às 132 em período homólogo.