Séverine é a primeira mulher Mestre de Adega na Maison Perrier-Jouët

Séverine Frerson é o novo nome da Maison Perrier-Jouët. que irá colaborar com Hervé Deschamps, o atual Cellar Master, ou seja Mestra da Adega, aquele que supervisiona a produção de vinho. Frerson é uma das poucas mulheres a ocupar esse cargo no que diz respeito ao Champagne e será a primeira mulher a tornar-se Cellar Master na história da Maison Perrier-Jouët.

Hervé Deschamps chegou à Maison Perrier-Jouët em 1983. Uma década mais tarde, tornou-se no sétimo Cellar Master, desde que foi fundada há mais de 200 anos. Deschamps prepara-se para deixar o cargo após 35 anos. «A sua influência vai desde a Maison até à própria cultura francesa, uma contribuição que foi oficialmente reconhecida em 2016 quando foi nomeado Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras (Chevalier de l’Ordre des Arts et des Lettres)», informa a marca em comunicado.

Durante os próximos anos, Hervé Dechamps e Séverine Frerson, irão trabalhar em conjunto. Séverine é a atual – e há já 16 anos – Cellar Master de Piper-Heidsieck. Natural de Reims, Séverine estudou enologia e ao longo da carreira, adquiriu uma especialização técnica, complementada por uma intuição e «memória que permite que conheça cada vinho e as respetivas complexidades», defende ainda a marca.

«A história da Maison Perrier-Jouët é marcada por Rose-Adélaïde Jouët, que fundou aMaison com o marido Pierre-Nicolas Perrier em 1811. Jouët era uma mulher de grande carácter, determinação e ousadia, assim como Séverine Frerson, cujo amor pelo vinho, o foco na qualidade e apego ao terroir estão alinhados com a filosofia da nossa casa», comentou Christophe Danneaux, Champagne Vice-Presidente e diretor de Negócios da Perrier-Jouët.