Hotel Grand House: conforto e história na ponta do país

Este hotel de luxo reabriu em 2019 mas mantém o traço e presta a devida homenagem a quase 100 anos de história.

Texto Ana Patrícia Cardoso

Vila Nova de Santo António não é apenas a cidade que o Marquês de Pombal construiu à imagem de Lisboa, no século XVIII. Muito menos uma paragem para quem só quer atravessar a fronteira até à vizinha Espanha. Com praias a perder de vista e os famosos limões caídos na estrada para quem quiser apanhar, esta é já uma boa opção para passar uns dias de bom descanso. E o Grand House pode ser o local ideal para esse fim.

O edifício data de 1926. Façamos um exercício de memória. Imaginemos a luxuosa e exuberante década de 1920, em que Vila Real de S.A. era local de passagem para vários homens de negócios. A Família Ramirez, conhecida pelo império das conserveiras, abrira o Grand Hotel Guadiana junto ao rio e era aqui que se realizavam várias transações. Homens de charuto fechavam negócios entre o salão de jantar ou o bar.

Esta foi a atmosfera que a nova gerência quis preservar. Um local de excelência, a pensar nos clientes que procuram fugir dos grandes hotéis. Inicialmente, tinha 58 quartos. Reabriu com 30 quartos e uma Wellness Suite, uma sala de massagens para uso exclusivo dos clientes. Os quartos têm tipologias variadas e seis são suítes com espaço considerável.

Os tons neutros e azuis dominam toda a decoração do espaço, que lembra praia e verão. Entre os espaços comuns, destaque para a sala de leitura, com livros de viagens de todo o mundo, onde dois cadeirões convidam ao repouso sem horários.

Pode provar entre vieiras locais, salmonetes ou pratos típicos da cozinha portuguesa com um toque de requinte como, por exemplo, favas com chouriço.

No bar exclusivo de cocktails, o balcão alto de madeira é mais uma lembrança de tempos idos e existe a possibilidade de provar algumas receitas feitas caseiras de Limoncello ou Bayleys enquanto se trocam dois dedos de conversa com o barman.


Tem ligação direta ao Grand Salon, o restaurante gerido pelo chef Jan Stechemesser, onde pode experimentar o menu de degustação ou pedir da carta. A ementa vai variando consoante a oferta porque a grande aposta são os produtos locais. Pode provar entre vieiras locais, salmonetes ou pratos típicos da cozinha portuguesa com um toque de requinte como, por exemplo, favas com chouriço.

Aulas personalizadas de ioga ou massagens com sal, um dos produtos da terra, são opções que o Grand House disponibiliza para quem ali se hospeda. Mas, a pensar na experiência como um todo, o hotel tem uma pessoa dedicada a acompanhar os clientes em experiências ao redor da cidade, aproveitando que a natureza tem de melhor.

Um passeio a cavalo pela junto ao mar em Cacela Vela, um passeio de bar pela Ria Formosa, um banho numa salina a céu aberto ou um passeio de helicóptero são apenas algumas das opções da lista.

Se preferir um dia mais calmo, pode optar pelos mergulhos e banho de sol na Infinity Pool do Grand Beach Club, na Ponta da Areia. É só escolher e desfrutar. Afinal, “Life is Grand”, como diz o lema do hotel. Não nos esqueçamos disso.