De que é feito o presunto mais caro do mundo

Cada presunto, biológico, ibérico, proveniente de uma raça de porco em extinção, custa 4100 euros e demora oito a dez anos a chegar ao mercado. A maior parte dos clientes são particulares, com elevado poder de compra. São produzidos em Espanha por Eduardo Donato, depois de ter decidido mudar de vida para «ter vida».

Texto de Marina Almeida

Estávamos a começar a almoçar, depois de uma manhã a palmilhar a rota do presunto mais caro do mundo, quando Eduardo Donato lançou aquilo, abrindo muito os olhos: «Os nossos porcos vivem melhor do que milhões de humanos. Não comem químicos, veem nascer e pôr o Sol, fazem exercício, não têm stress.»

E é esse um dos segredos do presunto 100% ibérico Manchado de Jabugo que sai da Dehesa Maladúa – uma quinta de 70 hectares no fim do mundo, numa Espanha colada a Portugal, reserva biosfera da UNESCO desde 2002.

Leia o artigo completo no Diário de Notícias


Veja também

Este caviar é tão raro quanto exclusivo. E custa 100 mil euros o quilo