Chef Kiko: “Não está errado dizer que [o concurso] é promovido pela NASA”

Afinal o concurso que o chef Kiko Martins venceu recentemente em Espanha foi ou não promovido pela NASA? Não. Mas, em declarações ao Diário de Notícias, o chef defende que o mesmo nasce de uma instituição afiliada da agência espacial norte-americana. E não percebe como se levanta tanta polémica com o assunto: “Lamentável tentarem dizer que o concurso de cozinha espacial não existiu”.

Texto de Filipe Gil

A NASA não promoveu qualquer concurso gastronómico, muito menos o chef Kiko o venceu. Ao contrário do que foi noticiado por diversos órgãos de comunicação social nacionais, onde se inclui o Diário de Notícias, avançou hoje a revista Sábado o concurso foi promovido pelo Centro de Astrobiologia de Madrid, pormenor que levou o conhecido chef a corrigir as suas publicações nas redes sociais.

“Não percebo como dizem que um concurso promovido por uma instituição afiliada da NASA não existiu. É um centro que emprega mais de 1400 pessoas e, tal como indiquei no comunicado de imprensa que enviei às redações, o Centro de Astrobiologia de Madrid é afiliado da NASA”, diz ao DN o chef que, depois de questionado pela revista Sábado, alterou o post no Facebook onde anunciava a vitória. Onde se lia “promovido pela NASA” passou a estar “promovido pelo Centro de Astrobiologia de Madrid (afiliado da NASA)”.

“Alterei o post nas redes sociais para ser mais correto, não está errado dizer que é promovido pela NASA”, defende Kiko Martins sobre o “La Patata Marciana” que, na página oficial do Centro de Astrobiologia de Madrid, é anunciado como “um exercício intelectual sobre as considerações a ter na alimentação dos astronautas numa possível missão a Marte e numa futura colónia no planeta vermelho” e como tendo sido promovido por diversas entidades, entre as quais o Instituto espanhol de Técnica Aeroespacial, mas onde não há qualquer referência à agência espacial norte-americana.

Na altura do anúncio da vitória, Kiko Martins partilhou uma foto de arquivo de uma chegada ao aeroporto onde surgia de cachecol de Portugal e a ser entrevistado e chegou mesmo a ser convidado para o programa da Cristina. Apresentou-se vestido de astronauta. O chef desvaloriza. “É um programa da manhã, descontraído não acho importante se na conversa com a apresentadora disse NASA ou Centro de Astrobiologia de Madrid”.