Casa flutuante «à prova do futuro» eleva-se se houver uma tempestade

Casas sustentáveis, à «prova do futuro» e com vista para o mar. A Arkup é uma empresa com sede na Flórida e que convida a viver num iate, que é ao mesmo tempo uma casa flutuante, ou uma villa à beira-mar. E tudo, com o maior dos luxos.

Autossuficientes, sustentáveis e ecológicas. Estas casas convidam a viver e luxuosamente no meio do mar. Além de ser uma casa, é também um iate, já que é possível viajar e atracar numa marina na cidade ou numa praia paradisíaca.

As estacas hidráulicas permitem que a embarcação se torne, de repente, na mais estável das casas, além de estar protegida contra a ação das ondas.

Estas casas fabricadas pela Arkup foram ainda pensadas para resistir a eventos climáticos extremos, como por exemplo tempestades. Afinal, pode bem ser a solução para o futuro.

Com o aquecimento global, estes iates flutuantes de dois andares podem ser a casa que todos vão querer ter. Até porque, de acordo com a empresa, sediada na Flórida, a casa, quando atracada, pode elevar-se a cerca de seis metros.

O projeto tem como responsáveis Arnaud Luguet, empresário franco-holandês e especialista em tecnologia verde com mais de 20 anos de experiência no setor de energia, e Nicolas Derouin, francês licenciado em em engenharia pela Centrale Lille e administração de empresas pela FGV, São Paulo. «A nossa ambição é levar a vida na água para o próximo nível», defende Derouin.

O projeto inclui ainda um painel solar, que o torna autossustentável, pisos de madeira, janelas do chão ao teto que permitem vislumbrar a vista todo o dia. Com 23 metros de comprimento e 4.350 metros quadrados é, de acordo com os designers, «tão estável como uma casa». No entanto, pode navegar a sete nós, e até enfrentar ventos de 250 km/h.

Mas afinal quanto pode custar viver no mar? «O preço do iate habitável Arkup é de 4,3 milhões de euros. A embarcação pode ser personalizada de acordo com as necessidades e o gosto de cada cliente. O preço base do iate habitável começa nos 2,6 milhões para o modelo sem tecnologia, que não inclui a propulsão elétrica, painéis solares, baterias ou estacas hidráulicas», lê-se no site da empresa.

O prazo de entrega de cada casa é de 12 a 14 meses após a confirmação do pedido e a aprovação do plano, dependendo da tecnologia e personalização desejadas. A empresa vai marcar presença no Miami Yacht Show, que decorre de 14 a 18 de fevereiro em Miami.

Veja o vídeo e fique a saber mais sobre o projeto.

A carregar vídeo...