Carnívoros de Portugal, esta é a vossa esquina

Posicionado de frente para a Assembleia da República, como se marcasse posição junto de quem governa e dita as leis, o Talho da Esquina do chef Vítor Sobral é mais do que um restaurante, uma afirmação a alta voz a favor da carne de qualidade.

Texto de Filipe Gil

É a nova esquina das esquinas de Vítor Sobral. O chef desceu de Campo de Ourique, onde tem vários projetos, para São Bento. E no seu novo restaurante, em frente ao Parlamento português é a carne quem dita a lei.

Há ainda uma opção para vegetarianos, o que é positivo para todas as opções e gostos, mas este é um local para carnívoros. Carnes bovinas, maturadas e não maturadas, de cordeiro ou porco fazem parte da escolha disponível. A intenção do chef, de 52 anos, é a de “contribuir para que a boa carne volte a estar na ordem do dia, e por ajudar os nossos produtores nacionais a divulgar os seus produtos de maior qualidade”.

À entrada do restaurante sabemos ao que vamos. É um lugar de carne.

Logo à entrada do espaço, sabemos ao que vamos. Pedaços generosos de carne dispostos em frigoríficos para percebermos a sua proveniência.

O restaurante, espaço, para além das mesas que percorrem o balcão, tem um espaço na cave que poderá ser usado por grupos ou por empresas que queiram fazer reuniões em volta dos pratos do chef.

Costeleta de vaca de trabalho com 45 dias de maturação

As paredes estão cobertas com a criatividade do artista plástico portugueses Bordalo II. O artista teve toda a liberdade para criar, o resultado, à vista dos comensais, surpreendeu pela positiva o chef Vítor Sobral.

Na visita ao restaurante, fomos levados às moelas grelhadas com pimentão da horta e piri piri (8,50€), e daí ao focinho de porco grelhado com creme de coentros, cebola avinagrada e azeite de trufa (13,50€).

Tutano de bovino com pinhões.

Passamos ao tutano de bovino no forno com tomate pinhões, alecrim e salda (9,20€). No final da refeição fomos “presenteados” com um pedaço de costeleta de vaca de trabalho com 45 dias de maturação (95€/Kg) – cortada à nossa frente.

Tudo irrepreensível como é de esperar de um dos chef portugueses com mais experiência. Foi homenageado, em 1999, chef do ano pela Academia Portuguesa de Gastronomia, e em 2006, recebeu o grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique, pelo trabalho de divulgação e promoção que fez de Portugal no mundo.

Vítor Sobral abriu a sua primeira “esquina” em Lisboa, a Tasca da Esquina em 2009. Dois anos mais tarde inaugura um espaço homónimo no Brasil, em São Paulo (2011), e no início de 2019, na mesma cidade, abre a Tasquinha da Esquina, no Shopping Morumbi.

Uma das sobremesas da carta: cheesecake feito com requeijão.

No lisboeta bairro de Campo de Ourique, somou-lhe a Peixaria da Esquina (2015). Em 2014, abriu a Taberna da Esquina em São Paulo, e em 2016, a Padaria da Esquina. Nesse mesmo ano, inaugurou o Balcão da Esquina, no Mercado da Ribeira, em Lisboa. Em 2018, abriu as portas à Padaria da Esquina, em Campo de Ourique, e poucos meses depois no Mercado de Alvalade.

Talho da Esquina
Rua Correia Garção nº 15, 1200-640 Lisboa
Horário: 12.30-15h30 e das 19.30-23.30h
Fecha ao domingo e ao almoço de segunda-feira