Silhuetas vibrantes e glamour dos anos 70 são as propostas desta coleção

A paleta de cores é influenciada pela vibração dos dias de verão.

Espírito californiano e a elegância parisiense estão no centro da inspiração da nova coleção da Longchamp. Para o seu primeiro desfile na semana da moda em Nova Iorque, a marca fundada em Paris em 1948 por Jean Cassegrain apresenta uma paleta de cores é influenciada pela vibração dos dias de verão.

Nesta coleção, a diretora criativa, Sophie Delafontaine, presta homenagem aos ícones que sempre admirou, Anita Pallenberg e Veruschka, combinando o estilo da mulher universal Longchamp.

Uma coleção que evoca «passeios de sonho no deserto e fins de tarde em Los Angeles» e sugere «vestidos femininos e transparentes com padrões de animais por cima de biquínis de pele ou casacos ousados com franjas sobre vestidos de macramé». A técnica Ikat torna-se o padrão de assinatura desta nova coleção, impresso nas franjas de pele e bordado nos tecidos delicados de tule.

«Trazendo singularidade e sensualidade às silhuetas, a nova linha de carteiras Amazone apresenta pedras e materiais coloridos que contrastam com a coleção. A linha Cavalcade apresenta cores vivas e padrões de animais. Ambas as linhas concentram-se no espírito ousado da nova coleção, com franjas de pele e acessórios que homenageiam os ícones de estilo mais arrojados», informa a marca em nota de imprensa.

As peles contrastam com tons turquesa, o preto e o branco. A linha de calçado, inclui sandálias de gladiador rasas e slippers com pelo, para facilitar o estilo de vida citadino.