Furla estreia-se a lançar coleções feminina e masculina no mesmo evento

Foi a primeira vez que a Furla apresentou as coleções de Senhora e Homem num mesmo evento, que decorreu na igreja de San Carpoforo, no bairro de Brera, em Itália. A coleção de Primavera/Verão 2019 introduz ainda um novo monograma da marca, criado a partir do sobrenome do seu fundador, Aldo Furlanetto.

Trata-se de um ‘F’ estilizado e dois grafemas que se unem num monograma. «Um brasão heráldico. Um escudo. Como de um brasão heráldico das mais antigas famílias italianas se tratasse. E como os escudos antigos das cidades italianas», informa em comunicado a marca fundada em 1927 por Aldo Furlanetto. A apresentação da coleção contou com projeções e sons, mas também luz, mesmo no centro da praça de San Carpoforo.

«A mala Furla Mediterranean, disponível em diferentes estilos, caracteriza-se por uma técnica de manufatura especial, intimamente ligada à tradição italiana. Laços em jacquard, laços feitos em teares antigos, palha processada, crochet feito à mão, entrelaçado feito à mão sobre a pele, uma rosa-dos-ventos feita com sofisticadas perfurações laser, o uso do vime do mesmo modo que está presente nos cestos feitos à mão, malas com fitas térmicas, o PVC azul transparente que relembra a profundidade do mar, materiais náuticos, o crómio dos barcos, o interior dos remos de madeira», explica ainda a Furla.

A coleção de malas trabalhadas de acordo com as técnicas artesanais italianas traduz-se ainda num conceito de viagem. «Uma viagem a Itália: um percurso sentimental, da imaginação do Mediterrâneo. As antigas Repúblicas Marítimas; as cidades do mar; os portos; os lugares de exclusivo turismo e beleza selvagem; a Natureza que lentamente revela os seus segredos. Uma viagem a Itália por entre as flores, os cestos feitos à mão, os tapetes, as pinturas, as rosas-dos-ventos, e o azul profundo das academias navais e escolas de vela», lê-se ainda na nota de imprensa.