Chef Sá Pessoa reabre Alma com alterações na carta e preços mais baixos

Chef Henrique Sá Pessoa vai reabrir o seu restaurantes Alma depois do fecho provacado pela pandemia da covid-19. Fotografia Fernando Marques.

O restaurante Alma, do chef Henrique Sá Pessoa, vai reabrir na próxima terça-feira, 26 de maio, mexeu na carta, para que os clientes estejam menos tempo no restaurante, baixou os preços nos menus de degustação e reduziu a lotação para metade .

“Nesta primeira fase, as pessoas vão estar mais reticentes a sair e não vão estar tão à vontade para estar num restaurante durante três ou quatro horas, por isso reduzimos o menu de maneira a que os clientes possam ter a experiência mas não de forma tão demorada”, explica Sá Pessoa.

Os menus de degustação, com base em peixe e marisco, passam a ser servidos com menos momentos de snacks e amuse bouches [aperitivos escolhidos pelo chef para atiçar o paladar do comensal] o que se irá refletir num menor tempo de refeição e de permanência dos cliente no restaurante. O preço agora de 120 euros (antes o preço era de 140 euros).

Em comunicado o restaurante de luxo indica que vai “garantir um rigoroso cumprimento das regras definidas pela Direção Geral da Saúde, de entre as quais se destaca o espaçamento de 2 metros entre mesas e a redução da lotação do restaurante em 50%, para 20 lugares sentado”s.

O restaurante do Chiado, que nos últimos anos tem visto crescer o número de clientes estrangeiros, sobretudo com a conquistas das Estrelas Michelin, como indicou Sá Pessoa numa entrevista recente ao DN, aposta agora, em tempos de pandemia da covid-19, no regresso do público português ao restaurante. “Penso que já estávamos no caminho certo. Creio que a cozinha do Alma vai muito ao encontro do que faz sentido neste momento – uma cozinha de memória e que apela ao público português e às nossas raízes gastronómicas”, sublinha Sá Pessoa