Paulo Leote e Brito Paulo Leote e Brito

A bolonhesa à pai

Não consigo pensar em comida sem primeiro pensar em fome. Era a desculpa preferida quando os meus filhos tentavam antecipar o fim da refeição:...

Há o correr e o ser corrido

Queres vir dar uma corridinha para abrirmos o apetite?", sardinhas dispensam aperitivos, mas era o olímpico Carlos Lopes que desafiava. Na pista das Açoteias...

A arte de bem governar uma casa na ausência dos pais

Os meus pais passavam com frequência fins de semana fora, levavam as minhas irmãs porque eram ainda crianças, e eu tinha a desculpa do...

Amor e uma campanha

A minha primeira campanha eleitoral aconteceu no primeiro ano em que houve eleições livres em Portugal, tudo por causa de uma paixão. Antes disso,...

Santiago de Litém:a melhor festa de verão de sempre

Era manhã cedo, extraordinariamente cedo para músicos mais rotinados com a noite do que com o sol quente de uma manhã de agosto. Umas...

Uma mão, com seis dedos, cheia de heróis

O Seis Dedos fechava os olhos à nossa idade e servia-nos imperiais com a espuma a escorrer pelo dedo extra que tinha em cada...

O som do bater apressado do coração de um bebé por...

No corredor do hospital o som era uma gargalhada, um misto de gozo de felicidade até de segurança, que acompanhava o desnorte de um...

O Bronze ao longo da idade

Por Paulo Leote e Brito A primeira peça feita em bronze que me lembro de ver foi uma verruga. Era muito criança mas juro que...

Opinião

Mais Vistas