Pharell Williams lança música exclusiva que só será ouvida em 2117

Helene, Florence, Mangkhut. Tempestades, furacões e tufões que se sucedem. Os especialistas defendem que as alterações climáticas e o aquecimento global estão a aumentar a incidência de furacões no planeta. A preocupação continua, mesmo quase um ano depois do lançamento do projeto «100 years».

Foi a 13 de novembro de 2017 que Pharrell Williams e a marca Louis XIII Cognac lançaram «100 years», uma música que só será ouvida em 2117, se todos nos preocuparmos com o planeta. Daí a hasgtag associada ao projeto: «#ifwecare».

A composição musical inédita criada por Pharrell Williams resulta assim de uma «dedicação mútua ao meio ambiente e de um alerta para a sua fragilidade», defende a marca de conhaque na sua página oficial.

A música de Pharrell foi gravada num único disco vinyl composto de argila de Cognac, em França, e está guardado num cofre, acima do nível da água. Se o mesmo começar a subir, a faixa será destruída. O cofre não tem código nem chave. Será desbloqueado automaticamente em novembro de 2117.

Quatro gerações de mestres da adega uniram-se para criar o Cognac Louis XIII de Rémy Martin, que só usa as uvas da região de Champagne Grande, e que teve como apreciadores, ao longo dos tempo, por exemplo Winston Churchill, que com ele comemorou a vitória eleitoral em 1951. Outros nomes como Christian Dior, Elton John, ou a Rainha Elizabeth II fazem também parte desta lista.

A carregar vídeo...