A paixão de Victoria Beckham pelos grandes mestres da pintura

A cantora e designer escolheu 16 retratos dos grandes mestres da pintura para expor na sua loja de Londres. As obras vão a leilão na Sotheby’s no próximo dia 4. Entre os modelos da «Posh Spice» estiveram obras de Rubens, Dürer, Bol e Lucas Cranach que chegam à praça com valores base de licitação entre 220 mil e 4,5 milhões de euros.

A colaboração, inédita, entre Victoria Beckham e a leiloeira, mostra a arte de uma forma diferente. Nesta exposição colaborativa, que durou uma semana, as obras de arte milionárias estiveram acessíveis ao público antes do leilão de pintura dos Velhos Mestres.

A arte antiga é uma paixão recente para a ex-Spice Girl. «Foi na minha primeira visita ao Frick [museu de arte] em Nova Iorque, no ano passado, que abri os olhos para os Velhos Mestres e foi onde começou o meu fascínio. Ter agora a oportunidade de começar a aprender mais sobre eles com a incrível equipa da Sotheby’s e ter estes retratos pendurados na minha loja é literalmente um sonho tornado realidade. Espero que a sua instalação num cenário tão contemporâneo seja uma inspiração tão grande para os meus clientes como foi para mim», disse, citada pela leiloeira. As obras escolhidas vão desde o Renascimento ao século XVIII.

A loja, localizada em Dover Street, de paredes brancas e chão de betão, já recebeu outras exposições de artistas contemporâneos, como Martin Creed, vencedor do Turner Prize, Eddie Peake ou Emily Young.

Os 16 retratos estarão a leilão no dia 4 na Sotheby’s de Londres, no importante leilão dos Velhos Mestres. Os analistas acreditam que esta parceria da designer possa rejuvenescer o interesse pela arte antiga. Em maio, a leiloeira associou-se ao rapper ASAP Rocky numa performance que decorreu nas instalações da seleta Sotheby’s.

O leilão dos Velhos Mestres decorre no dia 4 a partir das 19.00. No mesmo dia, mas às 16.00, acontece outro importante leilão, com os tesouros das artes decorativas em que vão à praça peças que pertenceram a Napoleão e a Josefina, assim como uma escultura em mármore da autoria do italiano António Canova, O Busto da Paz. Considerada uma obra prima, há 200 anos que não era mostrada em público. Tem um valor base de licitação de 1,1 milhões de euros.