Loja da Burberry acolhe exposição de artista londrino Graham Hudson

O artista londrino Graham Hudson foi convidado pela Burberry para criar uma obra única na loja de Regent Steet. A peça, intitulada «Sisyphus Reclined», estará em exposição até ao próximo dia 26 de outubro. O convite surgiu a propósito da comemoração da reelaboração da loja Burberry de Regent Steet por Riccardo Tisci.

«Sisyphus Reclined» é uma instalação interativa projetada para a loja de Regent Street e uma exploração ambiciosa da vida, morte, psicologia, inteligência artificial, religião, humanidade e muito mais.

Na mitologia grega, Sísifo foi um ladrão condenado pelos deuses a passar a eternidade subindo uma colina empurrando uma pedra enorme que, quando chegava ao topo, rolava para baixo novamente. Esta metáfora da condição humana é a inspiração central para o trabalho de Hudson.

A estrutura em andaime de três andares na Regent Street inclui robôs criando esculturas, scanners 3D, moldes de gesso e até mesmo uma academia – fazendo referência a diferentes conceitos do corpo desde a idade clássica, além da obsessão com a imagem e o narcisismo da nossa época.

«É um conto de vida e morte em forma escultural», afirma Hudson. «Do que significa ‘criar’, quer sejam objetos, ideias, corpos ou identidades; como criamos; ideias sobre como o poder e o desejo são estruturados; e os pensamentos são processados», disse ainda o artista formado no Royal College of Art em 2002.