Joalharia contemporânea portuguesa viaja até feira mundial em Amesterdão

Nove criadores nacionais marcaram presença na Sieraad – International Jewellery Art Fair, que decorreu entre 9 e 11 de novembro em Amesterdão.

Aquele que é um dos principais eventos de joalharia contemporânea da Europa reuniu em Amesterdão cerca de 160 criadores de mais de 40 países. De Portugal, voaram nove jovens designers à procura de afirmação no mercado europeu, naquela que foi a maior participação da joalharia portuguesa neste evento, que vai na 17.ª edição.

Do designer Bruno da Rocha, com as suas peças inspiradas na natureza mais sombria, ao estreante Diogo Dalloz, brasileiro que une a técnica da joalharia portuguesa ao design carioca, foram muitas e diferentes as propostas em exposição na Sieraad.

«A Sieraad é reflexo da mudança que se vive no setor da joalharia a nível mundial. A tendência para a diversificação dos conceitos e abordagens cria necessidade de espaços e eventos especializados por segmentos e públicos distintos. Este é sem dúvida um dos pontos de encontro da joalharia de autor na Europa e por isso uma oportunidade para os nossos criadores fazerem contactos e integrarem a rede da joalharia contemporânea internacional», referiu Fátima Santos, secretária-geral da Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal.